Skip to main content

Roland Garros espera 20 mil pessoas no primeiro dia do torneio

Grand Slam francês antecipa um grande números de torcedores no estádio

de Rui Sousa

julho 17, 2020

Num momento em que a ATP ainda se prepara para retornar à competição oficial, e não têm grandes certezas sobre como irão decorrer os torneios no pós pandemia, os responsáveis da Federação Francesa de Tênis deram um passo à frente. Não só falam num Roland Garros com público, como apontam já uma estimativa dos milhares de torcedores que esperam ver circulando no estádio parisiense.

Segundo os responsáveis, 20 mil pessoas serão esperadas apenas no primeiro dia do torneio, um número que anda mais perto do normal do que dos registros que se poderia esperar para uma edição em tempos de pandemia.

“Estamos preparados para receber 20 mil pessoas no primeiro dia, o equivalente ao dia da final. Vamos fazer de tudo para que cumpram a distância de segurança e vamos ter novos acessos aos estádios. Vamos ter que nos adaptar às diretrizes do Governo”

Guy Forget

Roland Garros é a prioridade de Nadal

Enquanto as especificidades do torneio não ficam definidas, as principais estrelas continuam também sem ter definidos os seus calendários. As novas regras do ranking ATP vieram trazer alguma alterações no planejamento da temporada dos melhores do mundo, mas uma coisa parece ser certa. Com ou sem torcedores, com ou sem pandemia, Rafael Nadal estará em Paris para defender o seu trono e tentar vencer na quadra de saibro… pela 13.ª vez.

O jogador espanhol tem treinado nas últimas semanas no saibro, o que significa que pode ter abdicado de jogar o US Open. Nadal venceu em Nova York e sabe que, segundo as novas regras, não perderá os pontos relativos a esse torneio. Desta forma, evita uma viagem arriscada aos Estados Unidos, onde a pandemia está longe de estar controlada.

ATP prepara seguros para jogadores e torneios

O impacto econômico da pandemia também se fez notar no mundo do tênis. Para os jogadores mais cotados, que são multimilionários, este período representou apenas férias, mas nem todos são assim. Muitos jogadores dependem do cachê semanal para sobreviverem às exigências do circuito.

Precisamente por causa disso, a ATP admite a criação de seguros que protejam os jogadores em caso de infecção ou os torneios em caso de cancelamentos. No mesmo comunicado, fica também explícito que os torneio não irão parar em caso de casos positivos de jogadores.

LEIA AQUI mais artigos sobre tênis

Written By,

de Rui Sousa