Skip to main content

La Liga poderá perder € 80 milhões sem patrocínio das Casas de Apostas

Novo regulamento atingirá 41 dos 42 clubes da La Liga

de Flávia Rodrigues

julho 10, 2020

Na Espanha, uma nova lei que proíbe o patrocínio de Casas de Apostas Esportivas no futebol, assim como restringe a publicidade das mesmas nos estádios e uniformes dos clubes da La Liga, significará um duro golpe nas finanças dos times espanhóis. Afinal, 41 dos 42 clubes que disputam o Campeonato Espanhol na 1ª e 2ª Divisão serão afetados. E, assim sendo, estima-se uma perda de quase € 80 milhões no futebol profissional do país.  

La Liga: 10 uniformes serão proibidos com novo regulamento

Para ilustrar a situação na Espanha, atualmente, 10 clubes possuem Casas de Apostas como patrocinador principal, ocupando o maior espaço à frente da camisa. É o caso de Leganes, Valencia, Sevilla, Osasuna, Levante, Alaves, Granada, Real Mallorca, Sporting Gijon e Girona. Desse modo, 10 uniformes serão banidos do campeonato com o novo regulamento. Entretanto, nas mangas das camisas ou calções, quase não há clube que divulgue as apostas esportivas.

Pelo aspecto financeiro, por exemplo, no Sevilla e Valencia, a proibição poderá acarretar numa queda de 30% do orçamento. Além disso, haverá o mesmo tipo de proporção de perda para os outros clubes, que têm acordos menores com Casas de Apostas.

Além do mais, podemos ainda afirmar que o cenário será pior para os times da Segunda Divisão. E, até mesmo Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid sofrerão o impacto da mudança. Embora menos visíveis, as equipes recebem grandes quantias da industrias de apostas.

Apenas Real Sociedad rejeitou dinheiro de apostas

Em toda La Liga, somente o Real Sociedad rejeitou completamente o dinheiro proveniente das apostas esportivas no futebol profissional. Ainda assim, o clube sentirá os efeitos da crise. Uma vez que a La Liga ainda tenha um acordo em vigência e tivesse a expectativa de que o futebol espanhol recebesse cerca de € 80 milhões, no total.

Além do recente aumento de taxas, das dificuldades de negociações com as operadoras de TV e do impacto da pandemia de Covid-19, a nova legislação se torna um novo golpe nas finanças dos clubes espanhóis.

Entretanto, é possível que as casas de apostas possam expor suas marcas, pelo menos, nos primeiros meses da temporada 2020-21. Afinal, a nova lei não deverá entrar em vigor antes de novembro.

Leia mais artigos sobre Futebol aqui!

Written By,

de Flávia Rodrigues