Skip to main content

Everton Cebolinha: carreira, curiosidades e números

Conheça um pouco mais sobre a história do atacante

de Flávia Rodrigues

agosto 6, 2020

Sensação do futebol brasileiro da atualidade, Everton Cebolinha é um dos principais personagens de uma das gerações mais vitoriosas do Grêmio. Afinal, são 275 jogos e 5 títulos em pouco mais de seis anos defendendo a camisa tricolor. Na Seleção Brasileira, deslanchou na conquista da Copa América de 2019, quando substituiu Neymar e se consagrou artilheiro da competição – com direito a gol na final no Maracanã.

Everton Cebolinha: carreira, curiosidades e números
O camisa 11 do Grêmio é um dos destaques do futebol brasileiro, atualmente

Carismático, com grande intimidade com o gol devido ao seu poder de finalização, a carreira de Cebolinha também pode ser traduzida em números. Aos 24 anos, o camisa 11 está entre os maiores goleadores da história do Tricolor Gaúcho, em 17º lugar, com 69 gols no total. Além disso, o atacante quebrou recorde histórico na última temporada e se tornou o maior artilheiro da Arena do Grêmio.

Dono de jogadas rápidas e desconcertantes, conheça um pouco a história de Everton Cebolinha 

Everton Cebolinha: início da carreira

Nascido em Maracanaú, município do Ceará, Everton começou a se destacar nos gramados aos 12 anos, quando passou em um teste para o time de São Bernardo. No entanto, a saudade apertou e não demorou sua precoce passagem pelo futebol paulista. Assim, de volta à cidade natal, para se transferir para as categorias de base do  Fortaleza foi um pulo e ali iniciava uma carreira brilhante.

Entretanto, Everton atraiu a atenção de olheiros do clube que o consagraria. Aos 16 anos, o atacante chegava ao Grêmio. O vínculo, a princípio, por empréstimo logo se tornou em um contrato definitivo que permanece até hoje: 90% dos direitos pertencem ao Tricolor, enquanto 10% é do Fortaleza.

Por que Cebolinha?

Everton Sousa Soares recebeu esse apelido por causa do incomum corte de cabelo que é semelhante ao personagem da Turma da Mônica. Aliás, o próprio estúdio Maurício de Sousa, responsável pela criação do desenho, já prestou uma homenagem ao jogador pelo seu desempenho no futebol.

Atacante virou ilustração do estúdio Maurício de Sousa, criador do gibi (Foto: Beto Azambuja)

Com direito às tatuagens e Sansão, coelhinho da Mônica, nas mãos, o desenho reverencia o futebol de Everton nos campos e seus belos dribles sobre os adversários.

Cebolinha no Grêmio

Desde 2013 no elenco profissional gremista, Everton precisou de paciência até se firmar em campo. Somente 3 anos após sua chegada, ele conseguiu maiores oportunidades, graças ao técnico Renato Gaúcho. Do banco de reservas ainda, ajudou na campanha da Copa do Brasil em 2016.

No ano seguinte, foi a vez de começar como títular da equipe – ainda mais após o título do Gaúchão e da Libertadores. Na época, Everton Cebolinha se tornou uma das peças-chave do Grêmio e, inclusive, marcou gol pelo time no Mundial de Clube. É nesta escalada gradativa e consistente que percebemos a evolução daquele menino que saiu do interior do Ceará para conquistar o sul do país, até se destacar no cenário nacional.

Em 2018, o bicampeonato do Gauchão em união com o título na Recopa Sul-Americana abriram os caminhos para convocação da Seleção Brasileira. Mais uma conquista no currículo e o destaque no torneio entre seleções continental, na Copa América de 2019.

Everton Cebolinha em ritmo de despedida

O Gre-nal de quarta-feira (5), provavelmente, foi o último de Everton. Com a vitória sobre o arquirrival, válida pelo 2º turno do Campeonato Gaúcho, Cebolinha criou as jogadas que resultaram nos dois gols do jogo. Após o apito final, o atacante recebeu as braçadeiras dos capitães Geromel e Maicon e levantou a taça. Depois, emocionado, revelou a sensação de “dever cumprido”.

Muita gratidão. Agradecer ao carinho e aprendizado que tive aqui. Não nasci gremista, mas é um clube que vou levar para o resto da minha vida.

Everton Cebolinha

Em negociações avançadas com o Benfica, que rondam a casa dos € 22 milhões, o atacante é um pedido do técnico Jorge Jesus, que chegou em Lisboa no último mês. No entanto, outro clube, o inglês Everton, xará do jogador, corre por fora. Não é de hoje notícias sobre o interesse não do time da Premier League, como de gigantes europeus, em Cebolinha.

Títulos de Everton Cebolinha:

Fortaleza

2012: Campeonato Cearense Sub-17

Grêmio

2016: Copa do Brasil

2017: Libertadores e Campeonato Gaúcho

2018: Recopa Sul-Americana e Campeonato Gaúcho

2019: Recopa Gaúcha

Seleção Brasileira

2019: Copa América e artilheiro do torneio

Confira mais notícias sobre Futebol aqui!

Written By,

de Flávia Rodrigues