Skip to main content

De menino a “adulto Ney” em uma temporada

Longe de ser unanimidade, Neymar vira o jogo na internet

de Flávia Rodrigues

agosto 18, 2020

Lá no início deste ano, começamos a acompanhar o surgimento do novo apelido de Neymar nas redes sociais: “adulto Ney”. A alcunha ganhou ainda mais força, embalada pela virada na última partida contra o Atalanta comandada pelo atacante. A internet virou palco de exaltações sobre a mudança e o desempenho do jogador. Logo o ambiente digital, onde também o “menino Ney” é alvo de críticas, constantemente.

Neymar
Neymar, eleito o melhor do jogo nas quartas de final da Liga dos Campeões entre PSG x Atalanta (Michael Regan – UEFA/UEFA via Getty Images)

Neymar comanda a internet, somando mais de 248 milhões de “neymarzetes” em suas contas no Facebook, Instagram e Twitter. Porém, quase sempre não é assim. Os haters comprovam que Neymar nunca foi unanimidade.   

É bem verdade que o apelido “Adulto Ney” pegou e parece que veio para ficar – pelo menos, enquanto Neymar mostrar que amadureceu em campo. Na atual temporada, o camisa 10 se tornou líder do PSG nos gramados e nos vestiários. Além de ter chamado a responsabilidade de levar, pela primeira vez, o clube à final da Liga dos Campeões.

Em 2019-20, o craque finalmente se reconciliou com a torcida. As constantes críticas pelo excesso de festas, lesões e falta de comprometimento, fizeram o “menino” desenvolver seu foco e determinação. E, o resultado disso? Gols, títulos e números.

Aliás, para os que ainda duvidam do talento do futebol de Neymar… nesta temporada, o PSG conquistou 3 títulos (Campeonato Francês, Copa da França e Copa da Liga Francesa). Pelos parisienses, “adulto Ney” coleciona 70 gols em 83 partidas desde 2017. E, além disso, o jogador de 28 anos se tornou o melhor brasileiro na história da Liga dos Campeões. São 35 gols e 25 assistências na competição mais disputada da Europa.   

Com 22 títulos internacionais, 15 nacionais, além dos mais 21 individuais, Neymar precisa da consagração como protagonista absoluto. Sem Messi e Cristiano Ronaldo na jogada, se conseguir mais atuações de gala e ainda desbancar o favoritismo do Bayern de Munique ou o Lyon da final, pode ser que o camisa 10 do PSG consiga, enfim, chegar ao topo.

Agora é a hora de “adulto Ney” correr atrás do tempo perdido, de lutar pelo seu segundo título da Champions – algo ainda inédito para o PSG – e aguardar, ansiosamente, por sua tão sonhada Bola de Ouro.

Confira mais notícias sobre Futebol aqui!

Written By,

de Flávia Rodrigues