Skip to main content

Após Everson, Sasha aciona Justiça contra Santos e pede também rescisão imediata

Processos surpreendem diretoria alvinegra

de Flávia Rodrigues

julho 20, 2020

Assim como o goleiro Everson, o atacante Eduardo Sasha também acionou a Justiça do Trabalho e solicitou a rescisão unilateral e imediata do contrato com o Santos. Ambos os atletas alegam falta de recebimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e cobram salários atrasados, além de verbas rescisórias e compensatórias.

Em nota divulgada pela assessoria, Sasha justificou que o Santos está com pagamento de imagens atrasados há 3 meses e que não há nem recolhimento do FGTS desde novembro de 2019. Ainda de acordo com atacante, não há mais clima para permanecer no clube diante de tanta falta de respeito e comprometimento com os profissionais.

“Eu sou pai de família, tenho minhas responsabilidades e obrigações e fomos comunicados que teríamos um desconto de 30% em nossos salários, por conta da pandemia, nós jogadores estávamos dispostos a aceitar, porque sabíamos da situação que o mundo estava vivendo, porém faltando 2 dias para o pagamento fomos comunicados que teria um corte de 70% nos salários, não houve nenhuma explicação”

Eduardo Sasha

Vale destacar que o Santos adquiriu 100% dos direitos econômicos de Sasha este ano, numa negociação que envolveu cerca de R$ 12 milhões. O processo, que corre em segredo de justiça, pede urgência. Ou seja, o atleta solicita a rescisão imediata com os santistas. Desde 2018 no clube, o jogador de 28 anos defendeu o alvinegro em 104 jogos, marcando 23 gols.  

Após Everson, Sasha aciona Justiça contra Santos e pede também rescisão imediata
Everson está no Santos desde a temporada de 2019. Processo de um dos líderes do elenco pegou diretoria santista de suspresa (Bruna Prado/Getty Images)

A atitude de Sasha contra Santos é idêntica a do goleiro Everson. O atleta de 29 anos está no clube da Vila Belmiro desde 2019 e defendeu o gol santista em 52 partidas. No processo, é solicitado R$ 7,3 milhões por atraso de salário, direito de imagem e FGTS, além da rescisão imediata. Mais do que isso, o goleiro também admitiu sondagens de outros times.

O Santos foi pego de surpresa pelos dois processos. Principalmente por Everson, que era um dos líderes do elenco diante das negociações sobre o corte salarial durante a paralisação do futebol. O clube foi um dos poucos que não demitiu durante a pandemia do coronavírus.  

Confira mais notícias sobre Futebol aqui!

Written By,

de Flávia Rodrigues