Skip to main content

10 motivos para idolatrar Federer

Tenista suíço de 39 continua a ser uma das referências do circuito mundial

de Rui Sousa

agosto 13, 2020

Roger Federer é um dos atletas mais prestigiado da história do esporte. Além de um verdadeiro campeão e craque, o suíço é dono de uma personalidade que vai muito para além da sua habilidade como tenista e dos resultados dentro de quadra. A figura concentrada e praticamente imperturbável em quadra se transforma numa personalidade descontraída e simples fora dela, mesmo se tratando de uma das personalidades mais ricas e influentes do mundo do esporte. Afinal, porque tanta gente idolatra Roger Federer? Tentamos enumerar 10 razões.

1- Joga muito, mas muito, tênis

O primeiro ponto é óbvio. Até quem não se identifica com a personalidade de Federer ou não gosta de tênis terá que admitir o óbvio. Roger Federer é considerado por muitos o melhor tenista da história e, se não é, certamente, andará muito perto disto. O ainda recordista de triunfos em torneios de Grand Slam (20) é dono de um tênis, praticamente, próximo à perfeição da técnica, capaz de inspirar até os próprios adversários. Ao longo da longa carreira, muitos foram os momentos brilhantes e ímpares na sua carreira. A ATP tentou resumir alguns deles por ocasião do seu 36º aniversário. Hoje, aos 39, certamente o vídeo se estenderia por mais uns segundos.

2- Fala fluentemente cinco idiomas

Roger Federer é um atleta com um alto padrão de educação e cultura geral. O suíço, que graças à sua mãe, tem também passaporte da África do Sul, é um verdadeiro poliglota, pois fala fluentemente cinco línguas diferentes: inglês, alemão, francês, sueco e o dialeto suíço-alemão. Esta é uma grande vantagem para o tenista, pois consegue comunicar no idioma dos torcedores espalhados pelo mundo e é também um paraíso para a imprensa de diferentes países, que pode ser poupada dos sempre difíceis exercícios de tradução.

3- É solidário

Como dissemos no ponto anterior, Roger Federer tem uma ligação forte com a África do Sul. As visitas ao país são frequentes e é lá que está sediada a Fundação Roger Federer, que tem como principal objetivo dinamizar educação no país junto das comunidades desfavorecidas. Além da intervenção naquele país, a Fundação Roger Federer ajuda mais de 600 mil crianças no Zimbabwe, Malawi, Botswana, Zâmbia e Namíbia. O objetivo do campeão suíço é chegar em breve ao número redondo de 1 milhão de crianças.

Roger Federer Foundation
Roger Federer Foundation

4- Financia a sua própria instituição

Bolas das partidas disputadas, camisas que vestiu ao vencer Grand Slams, calçados ou até mesmo raquetes. São objetos desejados por milhões de fanáticos da modalidade e avaliados em milhares de euros. Ainda assim, em vez de os guardar na sua coleção, Roger Federer prefere leiloar esses objetos com intuito de financiar a sua instituição.

5- Gêmeos aos pares

Ter um par de gêmeos é algo raro, segundo as estatísticas, mas também aqui Roger Federer superou as probabilidades e teve não um, mas dois pares de gêmeos! Charlene e Myla fora os primeiros, seguidos por Leo e Lenny. Os quatro são presenças frequentes nas arquibancadas dos torneios mais importantes que o pai disputa.

6- Nunca desiste

A carreira de Roger Federer já é longa. O suíço estreou como profissional em 1998 e já disputou cerca de 1500 jogos. E, sabe quantas vezes ele desistiu? Isso mesmo: nenhuma! São 22 anos de carreira sem nunca ter abandonado uma quadra devido à lesão durante o decorrer da partida. Somente por três vezes desistiu de um torneio quando este já estava a decorrer.

7- Foi pioneiro no veganismo

Roger Federer
Roger Federer

No que se trata de ser pioneiro, podemos garantir que Federer foi nos cuidados com a sua alimentação. Muito antes de se tornar moda e até um estilo de vida, Roger Federer já era vegano, mesmo antes de se tornar profissional. Manteve todos os produtos de origem animal longe da sua dieta até os 16 anos, até que se juntou ao time da Suíça na Davis Cup e foi obrigado a escolher um bife de uma “steak house”. E a partir daí, voltou a dieta normal, mas sempre cuidada.

8- É grande amigo do seu maior rival

Roger Federer já admitiu e os números podem confirmar isso mesmo. Rafael Nadal é o adversário que o suíço mais teme e é um dos poucos jogadores no circuito que pode se orgulhar de ter derrotado mais vezes Federer do que o contrário. Ainda assim, isto não impede de que ambos tenham uma relação de amizade muito próxima, com momentos verdadeiramente animados como este do vídeo abaixo. É uma maraviha.

9- É recordista de Laureus

Roger Federer com os seus seis Leureus
Roger Federer com os seus seis Leureus

Para quem não está familiarizado, os prêmios Laureus são equivalentes ao Oscar do esporte. Na história deste prêmio, nenhum outro atleta venceu tantas vezes quanto Roger Federer. No total, foram seis prêmios arrecadados pelo suíço. Quatro deles de forma consecutiva, destacando-se, assim, como melhor atleta do mundo.

10- Homenagens únicas

Roger Federer representado nas moedas da Suíça
Roger Federer representado nas moedas da Suíça

Em 2007 o “mito” Federer ficou gravado na história da Suíça ao ser retratado numa edição de selos. Para se ter uma ideia do quanto tem prestígio esta homenagem é que, nunca na história do país, alguém notável tinha sido retratado em vida num selo. Roger Federer foi o primeiro. Mais tarde, em 2019, uma nova homenagem. Desta vez, feita pela casa da moeda, que estampou o suíço numa coleção de moedas de 20 e 50 francos.

LEIA AQUI mais artigos sobre tênis

Written By,

de Rui Sousa