Skip to main content

Roland Garros com público poderá ser uma realidade

Roland Garros poderá contar com público nas arquibancadas

de Rui Sousa

junho 3, 2020

Quem garante é o Presidente da Federação Francesa de Tênis: A edição de 2020 de Roland Garros está confirmada, vai ser jogada, e ainda há a esperança de que o Grand Slam francês tenha público nas arquibancadas. Bernard Giudicelli deixou isso bem claro em uma ligação via Twitch que fez com o também francês Gael Monfils, na qual incentivou o tenista a tentar vencer o torneio.

Depois da polêmica alteração nas datas, e de uma segunda alteração por se encontrar muito próximo das datas previstas para o US Open, o torneio francês parece finalmente estar ganhando vida muito longe das datas tradicionais. Vale lembrar que a prova habitualmente disputada no fim de maio e início de junho passou para o final do mês de setembro devido à pandemia que paralisou toda a atividade dos circuitos ATP e WTA.

Além da confirmação do evento, Giudicelli disse ainda que os responsáveis pretendem levar às arquibancadas do complexo de Roland Garros o máximo de torcedores possíveis. “O objetivo é disputar o torneio com o máximo de pessoas possível, mas tudo dependerá do Governo e da legislação. Jogar Roland Garros com os portões fechados é uma ideia que não nos agrada e por isso iremos cumprir ao máximo o que estiver determinado na legislação”, disse.

Nadal já confirmou presença

Mesmo com a situação ainda instável, mas com perspectivas de uma evolução favorável, Rafael Nadal aproveitou para descansar os milhares de fãs que tem em Paris, garantindo que estará na capital francesa para defender o título, caso as condições de segurança estiverem reunidas. Com o presidente da Federação garantindo a realização do torneio, será provável ver o melhor tenista de saibro voltar ao seu habitat natural. Nadal perseguirá em 2020 a sua 13ª Taça de Roland Garros e procurará aumentar ainda mais o seu registro como melhor de sempre no torneio.

Rafael Nadal na partida frente Dominic Thiem na final de Roland Garros de 2019

“A prioridade é proteger a saúde de jogadores, público e de todos os que trabalham para que o torneio aconteça. Há muita incerteza e acho que todas as medidas devem ser tomadas do ponto de vista sanitário. Se tudo estiver precavido e houver condições para que a competição seja feita de igual para igual, lá estarei”, disse o atual segundo colocado do ranking ATP.

LEIA AQUI mais artigos sobre tênis

Written By,

de Rui Sousa