Skip to main content

Reviravolta! Flamengo anuncia Banco de Brasília como patrocinador máster

Após meses de negociações com Amazon, BRB leva a melhor sobre concorrência

de Flávia Rodrigues

junho 22, 2020

Uma novela com fim inesperado. Assim, terminou o mistério sobre o nome patrocinador do Flamengo. Após meses de negociações com a Amazon, o Rubro-negro anunciou o Banco BRB como novo patrocinador máster, na última sexta-feira (19). O vínculo é válido por 3 anos, até junho de 2023, com possibilidade de renovação por mais 2 anos.

Além de ocupar o espaço mais nobre do uniforme rubro-negro, o Banco de Brasília e o Flamengo serão parceiros de um banco digital, que será lançado em 15 de julho, e incluirá produtos e serviços para os torcedores. Anualmente, o Rubro-negro receberá R$ 35 milhões. E, sobre o novo banco digital, o lucro será dividido igualmente, 50% para cada, com expectativa de abertura de 1,5 milhão de contas.

Por que não fechar com a Amazon?

Mas, o que aconteceu com a Amazon? Durante os últimos meses, a gigante norte-americana de tecnologia era o nome mais forte e cogitado para assumir o posto.

Entretanto, mudanças na proposta foram as principais razões para reviravolta da decisão do clube. Inicialmente, as conversas entre Amazon e Flamengo já tinham esfriaram com a paralisação do futebol devido à pandemia do novo coronavírus. E, ainda de acordo com a instabilidade do atual momento, a empresa proprôs alterações no valor e tempo de contrato.

O Flamengo queria que o vínculo com a Amazon durasse até o fim do mandato na presidência de Rodolfo Landim no clube. Por sua vez, a empresa queria um acordo de meses, que não chegava a um ano, com o clube. Sendo assim, o time carioca abriu conversas com outras empresas no mercado.

Há algumas semanas, Rodolfo Landim já havia dado entender durante sua participação no programa “Bem, Amigos”, do Sportv, que a Amazon não era mais a preferida pela diretoria e, além disso, afirmou que também já não era a mais provável a se tornar patrocinadora máster.

Dessa maneira, o banco estatal de Brasília levou a melhor sobre a concorrência e, a princípio, estampará a camisa do Flamengo por três anos. Aliás, o clube embolsará R$ 35 milhões por ano. Ou seja, cerca de 30% a mais da proposta da Amazon, que girou em tornou de R$ 24,5 milhões.

Confira mais notícias sobre Futebol aqui!

Written By,

de Flávia Rodrigues