Skip to main content

CBF deverá abrir duas janelas de transferências em 2020

Início da janela de transferência internacional foi adiado

de Flávia Rodrigues

junho 25, 2020

Devido à atual situação da pandemia de Covid-19 no país, a CBF decidiu adiar o começo da janela de transferência internacional para o fim de julho, ao invés de começar já na próxima quarta-feira (1). Com isso, ainda deverá haver uma segunda janela prevista para acontecer entre setembro e outubro, mas que ainda será discutida.

A janela internacional se refere à entrada de jogadores do exterior. Ou seja, o período de registros de atletas contratados provenientes de clubes de fora do território nacional. Assim, o primeiro período acontecerá entre julho e agosto. Ao tempo que, o segundo será ainda debatido entre CBF e executivos dos clubes brasileiros.

CBF deve abrir duas janelas de transferências em 2020
Sede da Federação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro (Vanderlei Almeida/AFP via Getty Images)

Por causa da paralisação do futebol, muitos times foram prejudicados. Desta forma, o adiamento do mercado da bola é uma tentativa de ajudá-los a se organizarem melhor. Entretanto, uma coisa é certa entre a maioria dos clubes: este ano, as equipes perderão mais jogadores do que o habitual.

Financeiramente atingidos pela pandemia do novo coronavírus, os times sofrem com a queda de receita. Além da desvalorização da moeda brasileira diante do dólar e do euro. Por isso, se desfazer de alguns talentos poderá ser solução para aliviar o bolso.

Além do mais, vale ressaltar também que, sem a definição de um calendário do esporte, situação dos clubes brasileiros fica ainda mais complicada. Sem datas definidas, os times não conseguem se organizar para irem buscar no exterior novos reforços para temporada. Portanto, implementar os dois períodos de transferências dará novos prazos e poderá ser um alívio nas estratégias dos clubes. Mas, tudo irá depender da retomada do futebol no país.  

Confira mais notícias sobre Futebol aqui!

Written By,

de Flávia Rodrigues